9 de mar de 2007

Diario de "bordo" de Fábio Jardino, na Índia - #1.


Índia, 06/03/2007

Fala Galera,
Agora sim posso dizer que finalmente cheguei a India... Nao e muito legal
falar isso pra vcs - ainda mais se estiverem prestes a almocar ou jantar
qdo lerem este email -...
Vcs fatalmente ja devem ter ouvido a expressao de "... igual a pato", ne?
Entao... Eh exatamente assim como estou me sentindo... rsrsrsrs
Mas deixe-me falar um pouquinho sobre o meu 3o dia aqui...
A empresa eh legal, as pessoas sao super simpaticas - pelo menos ate agora
- e o trabalho esta indo de vento em popa - gracas a Deus! -
Qto ao país, dei uma volta no centro de Nova Delhi no domingo e eh
realmente interessante o fato de a vaca ser sagrada aqui.... Elas dividem
espaco com os pedestres, circulam em pracas, feiras e qqer lugar q "ela"
quiser... Aqui, quem manda eh ela...
Fico imaginando uma conversa entre casais aqui, deve ser um elogio se o
homem chamar a mulher de vaca... rsrsrsrsrs
Qto a comida, o padrao indiano eh realmente muito baixo... Aqui tenho ido a
restaurantes "top de linha" - ô vida de patrao - e tenho pago algo em torno
de R$ 5,00 (!!!)... Nao errei nao... Sao cinco reais mesmo!! Fico
imaginando o preco da comida nos restaurantes convencionais....
Lembro q qdo eu estava em Hong Kong, o preco de um jantar para duas pessoas
dva pra comprar uma maquina digital Sony 7.2 megapixels... Quase pedi a
empresa pra trocar o meu jantar p/ comprar eletros... Passava fome na
boa... rsrsrsrs...
Mas finalizando... o poblema continua na pimenta.........


Shubhkamna ou Ate mais...
Fabio Jardino

PS.: Mensagem escrita sem acentos propositalmente...

-----------------

Em Tempo

Ontem ouve uma blogagem coletiva para o Dia Internacional da Mulher. Cliquem (aqui) para verem a lista dos participantes!... Participem também comentando!! E dentre vários textos... Esses são alguns que deixei os meus comentários...

Andréa, Orgulho de ser mulher
Denise Arcoverde, Meu post é sobre a loucura da mulher...
Linds, Casamento Arranjado
Lino Resende, UM DIA DEDICADO A ELAS.
Mélica, Nem o sutiã sustenta
Mercia, A mulher e a Noruega

entre outros...


Um comentário:

Paulo Villela disse...

Poliane,

Legal sua idéia de contar a experiência de um brasileiro na Índia.
Gostei do bom humor do Fábio... Isso indica que ele está encarando o desafio da melhor forma possível.
Só faltou ele falar o cardápio do restaurante, rss.
E o Eduardo (seu marido) não quer mais escrever no blog?

um abraço e ótimo domingo!