8 de mai de 2007

E a nostalgia continua...

Vai, Vai, Vai começar a brincadeira...

Já faz um tempo que eu relembrei essa música com a minha mãe... Ela sabe a letra quase toda de cor!! Incrivel!!

E tem uns dois ou três dias que eu estava discutindo com o Eduardo que essa música era de uma novela onde o Ary Fontora fazia um papel de um palhaço. Eu me recordo bem, pois eu amava essa novela e me lembrava da minha mãe comentando da amizade do Ary com um tio meu já falecido. Fiquei durante muito tempo acreditando que o Ary era um palhaço de verdade até me decepcionar com ele no papel de Nonô Correia... Hehehe, Um pão duro e muito chato na novela, Amor com Amor se Paga.

Mas as músicas sem dúvida é um marco na vida da gente... Viajamos no tempo, lembramos da nossa fase de criança... É um tempo que não volta mais!! Mas sem dúvida é reviver tudo de novo com a minha filhota!! Ehhhhhh!!

E essa música sem dúvida foi uma que marcou muito!! Ela é gostosa de cantar, é dançante e dá vontade de brincar!! Essa múscia foi tema de abertura da novela, A sombra dos Laranjais.

(Para acompanhar a música, siga somente o negrito em abóbora) O Circo Sidney Miller

♫♫

Vai, vai , vai começar a brincadeira

Tem charanga tocando a noite inteira

Vem, vem vem, ver o circo de verdade

Tem, tem, tem, picadeiro e qualidade.

.

Corre, corre minha gente

Que é preciso ser esperto

Vai melhor quem vai na frente

Vê melhor quem vê de perto

Mas no meio da folia

Noite alta céu aberto

Sopra o vento que protesta

Cai no teto rompe a lona

Prá que a Lua de carona

Também possa ver a festa

.

Vai, vai , vai começar a brincadeira

Tem charanga tocando a noite inteira

Vem, vem vem, ver o circo de verdade

Tem, tem, tem, picadeiro e qualidade.

.

Bem me lembro o trapezista

Que mortal era o seu salto

Navegando lá no alto

Parecia de brinquedo

Mas fazia tanto medo

Que o Zézinho do trombone

De renome consagrado

Esquecia o próprio nome

E abraçava o microfone

Prá trocar o seu dobrado.

.

Vai, vai , vai começar a brincadeira

Tem charanga tocando a noite inteira

Vem, vem vem, ver o circo de verdade

Tem, tem, tem, picadeiro e qualidade.

.

Faço versos pro palhaço

Que na vida já foi tudo

Foi soldado, Carpinteiro,

seresteiro, vagabundo

Sem juiz e sem juizo

Fez feliz a todo mundo

Mas no fundo não sabia

Que em seu rosto coloria

Todo o encanto do sorriso

Que seu povo não sorria.

.

Vai, vai , vai começar a brincadeira

Tem charanga tocando a noite inteira

Vem, vem vem, ver o circo de verdade

Tem, tem, tem, picadeiro e qualidade.

.

De chicote e cara feia

Domador fica mais forte

Meia-volta, volta e meia

Meia vida, meia morte

Mas findado seu batente

De repente a fera some

Domador que era valente

Noutra esfera se consome

Seu amor indiferente

Sua vida e sua fome.

.

Vai, vai , vai começar a brincadeira

Tem charanga Tocando a noite inteira

Vem, vem vem, ver o circo de verdade

Tem, tem, tem, picadeiro e qualidade.

.

Fala o fole da sanfona

Fala a flauta pequenina

Que o melhor vai vir agora

Que desponta a bailarina

Que seu porte é de senhora

Que seu rosto é de menina

Quem chorava já não chora

Quem cantava desafina

Porque a festa só termina

Quando a noite for se embora

.

Vai vai vai terminar a brincadeira

Que a charanga já tocou a noite inteira

Morre o circo renasce na lembrança

Foi-se o tempo e eu ainda era criança

♫♫

4 comentários:

Chawca disse...

Não conhecia, mas a voz me parece da Elis Regina...

Mário disse...

Poliane, nostalgia é comigo mesmo. As vezes penso que to ficando louco de tanta saudade dos velhos tempo e essa música me traz um monte de recordações boas. Abraços.

AP disse...

Nossa, que barato... Eu adorava essa música e meu avô sempre me pedia para cantá-la... Obrigada por me fazer voltar no tempo "um pouquinho"... Beijo.

DM disse...

Nossa Poliana:

Adorei seu blog!!!!
A música lembra a infância, meu filho aqui do lado tá adorando!

Beijos
DM